Portal Espiritualista
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
11


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Medo de Dirigir

Os fatores que conduzem um indivíduo a ter medo de dirigir, são muitos e diversificados. Cada qual o desenvolve por razões particulares, trazendo relações com sua história de vida, de pessoas que lhe são próximas, ou mesmo por alheios. O contato com o novo pode ser muito amedrontador, e para quem nunca dirigiu, o simples fato de se imaginar guiando um carro, pode trazer tamanha ansiedade que o paralisa. Costumeiramente, pessoas com alto grau de exigência, perfeccionista em sua forma de ser, podem desenvolver tal fobia com mais facilidade.

O medo pode ser colocado por quem o ensina, quando há um excesso de sugestões. Manifestando todas as possibilidades negativas, como acidentes, atropelamentos, motoristas imprudentes e a violência no trânsito. A pessoa pode ter presenciado ou vivenciado um acidente, pode ter perdido alguém que amava. Pode sentir-se insegura, incapaz de dirigir, medo de errar, além de diferentes causa psicológicas que apenas com um levantamento detalhado de dados poderia fornecer.

Vale lembrar que muitas pessoas até sabem dirigir e dirigiram por um certo tempo, mas, de repente desenvolvem o medo. Por outro lado, outras não conseguem nem sentar-se à frente de um volante. Os sintomas são semelhantes a um ataque de pânico, tais como: ansiedade intensa, taquicardia, sudorese, tremor no corpo, falta de ar, enjoo e boca seca.

Nesse sentido e na medida em que o tempo passa, o medo pode agravar-se ainda mais, conduzindo a pessoa até mesmo a uma baixa na autoestima, pelo sentimento de incapacidade. Alguma coisa que para a maioria das pessoas parece ser muito simples, para o fóbico parece impossível. Acaba por achar-se inferior. Esquiva-se de pensar ou se colocar numa situação de estar à frente de um volante. Cria desculpas para si mesmo e para os outros e tem dificuldade de encarar de frente o próprio medo. O primeiro passo é admitir que o medo existe e buscar ajuda para a superação.

Portanto, a hipnose é uma das melhores ferramentas e instrumentos para enfrentar, encarar e superar o medo de dirigir. Posteriormente à classificação das possíveis causas que levaram a tal medo, inicia-se com as técnicas visando a solução. Busca-se um fortalecimento inicial do paciente, em seguida pode-se fazer progressões de idade, por exemplo, colocando a pessoa num estado de relaxamento e de enfrentamento da situação, ou seja, imaginar-se dirigindo de uma forma guiada e segura. Aos poucos, a mente começa a aceitar a ideia com normalidade, até chegar o momento de sentir-se segura para fazer uma autoescola ou mesmo voltar a dirigir. Com a hipnose também serão trabalhadas cada uma das possíveis causas, como o perfeccionismo, o medo de errar e a ansiedade.