Portal Espiritualista
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
3


 

 

 


O Pastor de ovelhas

Conta uma lenda que um homem era dono de muitas terras e muitas ovelhas e ele tinha muitos servos que lhe ajudavam cuidando de áreas de terra e de rebanhos.
Ele visitava as terras de tempo em tempo para ver se estava tudo em ordem e para recompensar seus servos pelo trabalho.
Havia um servo dele que sempre cuidou direitinho do rebanho confiado a ele. Tratava, dava carinho e segurança e tudo corria de forma tranquila.

 

Um dia este servo precisou viajar para resolver alguns negócios e como seu rebanho era pequeno e sempre corria tudo tranquilamente e a comida e água que ali existia seria suficiente até sua volta, resolveu deixar as ovelhas por um curto período sozinhas enquanto resolvia seus afazeres fora do vilarejo. Antes de partir se certificou de que a comida e água seriam suficientes, se as cercas estavam firmes e partiu.

 

Durante o período que o pastor se ausentou ocorreram alguns imprevistos que ele não contava. Veio um lobo e atacou as ovelhas e matou algumas. 

 

Veio também uma tempestade e atingiu varias de suas ovelhas e algumas adoeceram. Algumas das ovelhas não ouvindo mais a voz de seu pastor ficaram assustadas, com medo e foram se distanciando do grupo e acabaram se juntando a rebanhos vizinhos onde se sentiam mais seguras.

 

Quando o pastor voltou de sua viajem alguns dias depois percebeu que havia perdido algumas de suas ovelhas, mas achou que isso era previsível e que agora depois de resolver seus problemas, poderia se dedicar melhor as outras e aumentar o rebanho em pouco tempo, sem que o seu senhor sentisse a perda de algumas ovelhas. O que ele não contava era que, o seu senhor viria lhe fazer uma visita e iria lhe cobrar o ocorrido com suas ovelhas, as quais lhe conferiu a guarda.
Ao chegar lá o senhor lhe perguntou: Onde estão as ovelhas as quais eu lhe conferi a guarda?
Algumas estão no pasto e outras ficaram doentes e estão no estábulo. Respondeu o pastor.
Mais não eram somente estas, estão faltando algumas ovelhas. Continua o senhor.
E vendo que não tinha como se justificar ele fala: É que eu precisei me ausentar por um curto período e achei que não teria problemas, pois sempre que estou aqui corre tudo bem, mais aconteceram alguns imprevistos os quais levaram a morte algumas de suas ovelhas, das quais me concedeu a tutela.
O senhor então lhe fala: E porque você não deixou alguém aqui para cuidar delas durante sua ausência?  Assim elas não ficariam com medo, nem desprotegidas durante sua ausência. Não ocorria nenhum problema na sua presença porque o lobo não chegava perto delas, pois sabia que você o espantaria para longe delas, quando estava aqui. E durante as tempestades as ovelhas se sentiam seguras com sua presença e obedecendo ao seu chamado elas voltavam ao estábulo ao anoitecer e durante as tempestades. Também não ficavam dispersas pelo vale em busca de uma voz que lhe acalmasse, o que fez com que algumas fossem embora com outros pastores.
Eu achei que não teria problema algum em deixá-las sozinhas por uns dias e que elas ficariam bem. Sei que desapontei o senhor ao agir de forma própria sem ter lhe consultado a respeito ou sem ter pedido a ajuda de alguém para ficar cuidando delas durante minha ausência. Não achei que durante um período tão curto fosse aparecer um lobo, uma tempestade e nem mesmo que algumas iriam embora para rebanhos vizinhos. Deixei comida e água o suficiente para elas até minha volta, mas não pensei nos cuidados, na atenção e no carinho que elas necessitavam.
O senhor vendo que o pastor estava arrependido e que tinha aprendido a lição, resolveu dar mais uma chance a ele.
Eu ia lhe tirar as ovelhas e enviá-las a outro pastor, mas vejo que sua intenção não foi má, que agiu de forma impensada e que está muito constrangido com o que aconteceu, por isso lhe darei mais uma chance.
Se minhas ovelhas pudessem se guiar sozinhas, se elas não precisassem de alguém que as conduzissem todos os dias, eu não teria lhe colocado aqui para olhar por elas. Teria as deixado soltas em meio os pastos e elas por si iriam se cuidar. Mas ao contrário eu te coloquei aqui para que cuide delas, as oriente onde devem pastar e onde devem andar que cuide delas em meio as tempestades, que afugente os lobos e demais predadores e depois as conduza em segurança ao lugar de repouso. Confiei-as a ti para ouvirem sua voz e lhe seguir. E quando chegar à hora certa enviá-las para mim. Vou confiá-las a ti por mais um tempo e sei que fará o seu melhor e que cuidará bem do meu rebanho.
O Senhor foi embora visitar os outros pastores. Sabendo que este ali a partir daquele dia havia aprendido a lição e nunca mais deixaria uma sequer ovelha de seu rebanho sozinha e sem cuidado. Ele aprendeu a lição embora tenha sofrido algumas perdas.
Autor: Carmen Sabino